“Nada há encoberto que não venha a ser revelado; e oculto que não venha a ser conhecido.”
SENHOR JESUS CRISTO, Lucas 12:2


quarta-feira, novembro 07, 2007

A vez do Irã


Espera-se uma série de ataques aos Estados Unidos em breve, é uma certeza matemática, só não sabemos quando e como. Os Sionistas tem um forte inimigo pela frente, mas para conseguir uma guerra com o Irã, algo semelhante ao que foi feito com a Alemanha em 1939 e com o Iraque em 2003 deverá ser feito novamente. Estamos testemunhando uma enorme campanha de desinformação, mentiras e mais desinformação, da qual a mídia de massas é especialista e experiente. Certamente incumbirá aos EUA/Sionistas/Mossad atacarem o próprio território americano e culpar os iranianos. Existe uma grande possibilidade que dentre os ataques que ocorrerão, um seja nuclear, pois é a única maneira viável e coerente dos EUA poderem relacionar a culpa ao Irã, que tanto acusam de desenvolver tecnologia nuclear para fins militares. Obs: Procure um jornal de 2003 com notícias veiculadas/relacionadas ao Iraque e substitua a palavra Iraque por Irã.



Os primeiros ataques poderão ser com bombas convencionais em uma série de alvos públicos escolhidos a dedo. Espera-se que aconteçam em locais esportivos como estádios, pois poderá ser capturado por câmeras de TV e assim o povo alienado do mundo inteiro que assistirá o jornal noturno, não irá ter dúvida de que foram os malvados terroristas árabes que articularam os ataques, sem esquecer do pequeno detalhe, é claro, que foram os iranianos que forneceram os aparatos explosivos.


O ataque principal será nuclear e poderá ser em uma cidade mediana com cerca de 200 mil habitantes.

Tudo isso é para criar uma implosão financeira global e a criação de um Governo Mundial conforme exposto nos Protocolos dos Sábios de Sião, e o pior de tudo, o mundo acreditará, de novo, que foram terroristas árabes os responsáveis, da mesma maneira como no 11 de setembro.

O Sionistas criaram e controlam os bancos que compõem a Reserva Federal dos EUA, uma lamentável fraude criada no começo do século passado, que de federal têm somente o nome, pois são bancos privados protegidos por lei federal. Eles usaram o sistema de crédito para criar uma inflação enorme durante os últimos 40 anos. Com a Reserva Federal dos EUA, eles controlam a emissão de dinheiro em papel, graças a isso, compraram riquezas dos países subdesenvolvidos, principalmente metais preciosos, como ouro. Adquiriram também o controle de quase todo o petróleo. O que os povos dos países subdesenvolvidos não perceberam, é que suas reservas naturais foram vendidas em troca de papel impresso, sem valor algum, lastreado em juros, naquilo que podemos chamar de sistema financeiro perverso. Sem suas reservas, tais países tornaram-se ao longo dos anos, reféns deste sistema. A cada crise que se passa, os países que compõem este sistema, têm seus destinos nas mãos de uma minuscula fração de banqueiros internacionais, pois já não possuem suas reservas naturais, que antes eram suas garantias de estabilidade financeira.
Da mesma maneira como ocorreu na infame depressão de 1929, somente aqueles que possuíam riquezas materiais como ouro e diamantes conseguiram enriquecer em meio à crise. E foi dessa maneira que os Sionistas adquiriram a preço de banana todos os meios de comunicação em massa disponíveis na época, controlando e manipulando a população conforme seus desejos até os dias de hoje.
Quando a crise financeira novamente eclodir, não será novidade para ninguém, que dinheiro não irá ter valor algum. Assim, surgirá a demanda por uma moeda corrente nova, que será colocada em circulação o quanto antes pelos banqueiros para "salvar-nos" da crise.




Duas razões levaram os EUA a ocuparem o Iraque, uma delas é para que Israel possa controlar o petróleo do qual o Iraque tem reservas volumosas, a outra, é fazer do território iraquiano, base das tropas americanas para o futuro ataque ao Irã. Após a queda do regime no Irã, virá o objetivo final, que é a desestabilização do Presidente Hugo Chávez da Venezuela, fazendo com que seja deposto, assumindo um governo marionete em seu lugar, expondo as volumosas reservas venezuelanas de petróleo ao alcance dos Israelitas/Sionistas.



A maior indústria cinematográfica do mundo, a dos EUA, toda ela sob domínio Sionista, vem inundando as televisões do mundo inteiro a décadas com centenas de filmes tendenciosos e racistas. Os filmes de Hollywood retratam os árabes e os muçulmanos como sanguinários terroristas, da mesma maneira que o fez com os alemães antes e após a Segunda Guerra Mundial, primeiro para impedir a expansão do Nazismo que havia surgido como uma surpresa desagradável aos planos Sionistas, depois para impedir o ressurgimento. Acusaram os Nazistas de terem assassinados 6 milhões de Judeus e mostraram o lucrativo "Holocausto" como uma verdade incontestável. Graças a intensa propaganda de terroristas islâmicos feitas por Hollywood, o povo americano não ficou surpreso ao saber quem eram os supostos envolvidos nos ataques em 11 de setembro, e não ficará surpreso ao ver o Irã ser invadido, mesmo com falsos pretextos novamente. Os Sionistas ainda contam com o fato de que poucos acreditariam na versão de que extremistas israelenses seriam os responsáveis por tais atrocidades em solo americano. A desconfiança no Presidente George W. Bush e seus aceclas, o que é uma grande tranquilidade para os Sionistas, levaria o povo americano a no mínimo optar pela renúncia forçada de Bush ou apenas escolher com mais cuidado nas próximas eleições presidenciais. O povo sequer desconfia, dada a lavagem cerebral, que o poder verdadeiro está fixado solidamente no seio da nação americana.



Enquanto o mundo se diverte...

... com filmes tendenciosos que retratam os árabes como suicidas e insanos, os verdadeiros terroristas avançam na Palestina...



Os Sionistas que não representam todos os judeus, mas infelizmente são a fração com maior poder entre eles, acreditam que Deus os escolheram para comandar o mundo. Acreditam serem os escolhidos, então somente eles sabem o que é melhor para o mundo. Eles começaram quase todas as grandes guerras e revoluções dos últimos séculos, mas evitaram de todas as formas que Judeus morressem nelas. Uma aparente e tola invenção, a Internet, acabou se tornando o maior problema dos Sionistas, por não poderem controlar e manipular as pessoas diretamente, sendo um instrumento independente de comunicação, onde suas sujeiras, fraudes e atos terroristas covardes estão sendo desmascarados por milhões de pessoas mundo afora que tentam descobrir a verdade por si só.

Os Sionistas conseguiram executar o 11 de setembro sem muitas repercussões acerca do envolvimento do Mossad no ataque. Agora arrastam os EUA e o mundo para uma guerra desastrosa em que ninguém sabe o que poderá acontecer, onde talvez, não haja vencedores...



19 comentários:

Lvx disse...

Opa.
Muito bom teu texto, tanto esse quanto os demais.

Continua assim, heim ;)


Até mais, Kamarada!

14/88

Anônimo disse...

boa camarada

C18 disse...

façam suas apostas!

antifa scum disse...

as pessoas tem q tomar conhecimento disso o quanto antes senão nada irá parar os sionistas

Anônimo disse...

que a hora da verdade chegue logo 14/88

Stormfront USA disse...

good comrade keep it up!

totenfurwotan disse...

Olá, gostei do blog e te adicionei aos links do meu blog. Confira meu blog www.totenfurwotan.blogspot.com

Guarda Revolucionária disse...

Se esse ataque se concretizar, teremos um desastre de dimensões jamais imaginadas, com possíveis intervenções de demais países...

Anônimo disse...

Grande iniciativa este blog. Continue assim, a verdade um dia prevalecerá!
Confira o blog www.totenfurwotan.blogspot.com

adicionei teu blog aos meus links do blog. gostaria tb se vc pudesse me adicionar. :Danke

Johnny Drake disse...

Divulgação:

http://revisionismoemlinha.blogspot.com/


Saudações!

Anônimo disse...

O receio dos EUA de que o Irã consiga se armar com bombas nucleares reside apenas no fato que que se esse estado islâmico conseguir esse poder bélico, acabará definitivamente a hegemonia americana no mundo.
USA e Israel terão que se calar e ceder à criação de um estado palestino. Toda a influência americana, imposta à força, no oriente médio ficará comprometida, pois, não existirá mais qualquer temor a seu poder.
Na verdade, se o Irã se armar nuclearmente, isso será um bem para a humanidade. Não será nehuma desgraça para os EUA e israel, porém ,terão que respeitar o direito dos outros povos do oriente médio, especialmente os palestinos.
Agora, nenhuma diferença de força existe entre um país que tem capacidade nuclear de destruir o planeta cem vezes e outro que tem capacidade de destruir o planeta uma única vez. O mais poderoso só conseguirá destruir o mundo uma única vez mesmo, se o menos poderoso já não tiver feito isso.
Sou a favor de que nenhum país tenha armas nucleares e que aqueles que tenhaam sejam obrigados de destruí-las, porém , caso algum país insista em possuir, então que o mesmo direito seja reconhecido a todos, pois, assim, ninguém se atreverá a iniciar um ataque.

Anônimo disse...

Olha Amigo "Very Good" sempre pesquiso sobre este país, chamado
"Estados Unidos" Muitos aqui no
Brasil são ignorantes as manobras
Realizadas em pról de seus Métodos Comérciais, Funesto e desastroso ao povo Humilde,Uso dessa estratégia aqui se reflete principalmente na Área da saúde pública, em geral! e os efeitos
São conhecidos por todos, porque ao
Meu ver se subtrair o direito a saúde, o cidadão já era o restante
Vai pro Bréjo, Só corrigindo você num ponto, já houve uma primeira queda do poder de Hugo Chaves,
Mais houve uma revolta e, da população, e com efeito o exécercito tomou e restarou chaves
Novamente ao poder pra quem quiser
Existe um documentário, proíbido aqui no brasil narrando tudo, esse
Processo, Procurem assistir é muito
Bom! ademais parabéns pelo blog

Anônimo disse...

Exelente o blog ,exelente o artigo eu acredito muito no revisionismo historico porque acredito que nem tudo o que foi falado pela midia é certo porque ninguem quer fazer papel de mal ou de bobo ...

VCR disse...

Armas núcleares são extremamente uteis para as ambições Sionistas quando milhares de casas e de sidades estiverem destruidas de onde vocês acham que vira o dinheiro para a recontrução das nações durane o pois guerra.

Anônimo disse...

amgio vc é alemão?, simpatizante do nazismo?, de Hitler?, odeia os judeus?, é palestino?, e mussulmano? é amante de conspirações? não que estou tentando desmintir os fatos apresentados pelo blog, pois não tenho argumentos para isto é só que tenho esta curiosidade...

Anônimo disse...

Não precisa ser alemão ou amigo de Hitler para ser contra a mentira. Não sou inimigo dos judeus e nem racista, porém se alguém mente eu discordo, isso é um direito. Estórias mal contadas, devem ser no mínimo, discutidas para que a verdade venha à tona.Liberdade de pensar assusta ao sistema judaico-sionista, que não admite que alguém pense.Lembram do Paulo Francis e do Arnaldo Jabor^? A função deles é mastigar o pensamento e entregar ao povo, só faltava eles dizerem que somos idiotas e precisamos de alguém para pensar por nós. Graças a Deus o Francis já partiu dessa prá melhor,não vou desejar mal a ele.

Os holocaustistas e vitimistas, querem nos impôr o silêncio,usar mordaça em nossas bocas,se você discordar deles é nazista e racista. Essa afirmação deles os faz mentirosos pois não é banditismo discordar de alguém, se somos nazistas por discordar, os nazistas nunca cometeram crimes, apenas discordaram dos judeus sionistas,eles próprios afirmam isso.
Se alguém quer a verdade,estude sobre a União Soviética, quem comandava os crimes soviéticos e quantos milhões de pessoas morreram,por não aceitarem o comunismo.Adivinhem quem comandava a UNIÃO SOVIÉTICA?

Anônimo disse...

O empresário norte-americano Henry Ford,dono e criador da empresa Ford escreveu o livro O Judeu Internacional, foi perseguido por isso sofrendo 18 atentados durante sua vida. Leiam esse livro, será que Henry Ford estava enganado ou profetizou quando disse que a Alemanha iria se revoltar contra o domínio judaico? E não foi isso que aconteceu depois durante a Segunda Guerra? Leiam esse livro, dá prá baixar em pdf.
A Cruz Vermelha Internacional também tem informações sérias e importantes, não consta nada sobre extermínio de judeus na Alemanha.

Anônimo disse...

A primeira grande globalização foi no trabalho, o comunismo implantado pelos judeus na União Soviética,gerou perseguição e milhões de pessoas que não aceitaram o comunismo foram mortas, os judeus comandavam o comunismo. Mas nada se fala a esse respeito. A globalização do trabalho foi uma escravidão branca, quem era pobre trabalhava pela comida, enquanto a malandragem vivia no bom e melhor ás custas do povo.
A segunda globalização é do capital, essa também é administrada pelos judeus-sionistas, é boa só para os povos ricos que fazem negócios entre si, aos pobres resta a pobreza globalizada.

Anônimo disse...

O Judeu Internacional ford
como faço para adquirir este livro em pdf . se vc o tiver pode me enviar via email :
elenor_potin@yahoo.com